04-08-2011

 

Mais de dois milhões de euros de fundos comunitários do projecto experimental de cadastro do território correm o risco de ser devolvidos por atrasos nas transferências de verbas da Autoridade Florestal Nacional (AFN).


O Estado português entrou já em "incumprimento contratual" porque, por falta da transferência de verbas devidas pela AFN, o Instituto Geográfico Português (IGP), que tratou do concurso público para a escolha das empresas/consórcios que vão elaborar o cadastro, "ainda não conseguiu liquidar as facturas vencidas", no montante global superior a três milhões de euros.

 

Link para Agroportal e outras notícias relacionadas