cialis generique

A CNJ disponibiliza um conjunto de servios de apoio criao de projectos de investimento agrcola em todo pas.

Para mais informaes contactar telefonicamente ou por email a CNJ.

A CNJ organiza em parceria com vrias cmaras municipais e o apoio de vrias entidades, as Feiras Rurais, at Outubro/Novembro 2012.


O objectivo no substituir os canais de distribuio existentes mas permitir o surgimento de outras alternativas de ligao entre o produtor e o consumidor, entre o rural e o urbano.

Outros objectivos deste projecto so:
- promover a agricultura local sustentvel (produzir localmente, consumir localmente);
- promover os produtos regionais e apoiar os produtores locais;
- promover a alimentao saudvel e dos produtos frescos de poca.

Feira Rural de Datas Horrio Local Site CML
Loures Primeiro Sbado de cada ms 09h00-14h00 Parque das Naes, Passeio dos Heris do Mar cm-loures
Portela Terceiro Sbado de cada ms 09h00-14H00 Junto s Piscinas no Centro Comercial da Portela cm-loures
Cartaxo ltimo Domingo de cada ms 09h00-14h00 Em frente Cmara Municipal cm-cartaxo

ltima actualizao: 04-06-2012


"Quinta na Escola" um projecto que visa envolver a comunidade escolar, especialmente os alunos, no mundo dos frutos e legumes, suas origens, suas histrias, seus modos de produo e benefcios.

"Quinta na Escola" no Facebook


Este projecto desenvolvido em escolas do 1. Ciclo do Ensino Bsico, distribudas por 4 Concelhos, em parceria com as respectivas Cmaras Municipais (Loures, Sintra, Cartaxo e Santarm), envolvendo, assim, mais de 2500 alunos.

Escolas do Cartaxo

Escolas de Santarm

Escolas de Sintra

Escolas de Loures



Com este projecto, pretende-se desenvolver actividades com os alunos em sala e espao aberto, com a construo de uma horta/jardim pedaggico, onde possam ter contacto com as plantas, o solo, a gua e todo os processos de cultivo, de modo a dotar os jovens de um maior conhecimento sobre os produtos que consomem ou possam vir a consumir. Pretende-se, tambm que, com as actividades a desenvolver, os alunos adquiram uma maior conscincia ambiental e reconheam a importncia da agricultura para um desenvolvimento sustentvel, tendo em conta as boas prticas utilizadas, assim como os diferentes modos de produo, modo de produo biolgica, modo de produo integrada, entre outros, sem esquecerem o meio em que se encontram envolvidos.



Folheto


A formao de jovens agricultores constitudo por quatro mdulos:

Modulo 1- Formao bsica de agricultura;

Modulo 2- Formao especfica para orientao produtiva da instalao;

Modulo 3- Formao de gesto da empresa agrcola;

Modulo 4- Componente prtica em contexto empresarial;

Nota 1:

A formao destina-se unicamente a candidatos com projectos j entregues no PRODER.

Nota 2:

A formao efectuada em vrios locais em Portugal continental.

Actualmente no esto previstas formaes pela CNJ dado estarmos a aguardar a aprovao de mais cursos para realizar.


Linha Verde: 800 100 107

Telefone: 21 315 31 37

E-mail: This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Ficha de inscrio (preencher campos, gravar e enviar para This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. )

Com base nesta evoluo alimentar a CNJ tem o projecto Alimentao Saudvel, dirigido a crianas do ensino bsico.

A alterao dos hbitos alimentares nas escolas e respectivas famlias provocou o aumento de obesidade entre as camadas mais jovens da populao.

Com este projecto pretende-se ainda:
- Mostrar aos mais novos, de forma indirecta que a alimentao saudvel tambm pode ser saborosa e divertida;
- Alterar de forma duradoura, os hbitos de consumo de frutas e legumes pelos mais novos;
- Melhorar a dieta alimentar das crianas e transportar essa alterao para as suas famlias;
- Reduzir a mdio e longo prazo o nmero de doenas cardiovasculares com a introduo de novos hbitos alimentares, aumentando o consumo de frutas e legumes nas escolas e em casa.

A CNJ considera que o desenvolvimento do cluster dos produtos tradicionais portugueses (DOP, IGP, ETG) fundamental para os sectores nacionais agrcola e econmico, uma vez que este tipo de produtos dando resposta s novas necessidades dos consumidores europeus e podendo acompanhar as actuais exigncias em matria de qualidade e segurana alimentar, constituem uma aposta para os agricultores portugueses. O facto de serem produtos nicos e associados a uma determinada regio tem a vantagem de funcionarem como promotores das prprias regies e ainda, de entrarem em canais de distribuio que de outra forma no seria possvel.

Continuar: Promoo de produtos t...